• Comunicação - Gestão Maré - CAEQ 2020

Chamado para boicote das disciplinas experimentais do IQ

10 de Agosto de 2020 - Campinas - SP

No dia 17 de março deste ano, com a pandemia de COVID-19, foi institucionalizado pela Reitoria da Unicamp por meio da Resolução GR 25/2020 o ensino remoto na forma de ensino híbrido assistido por tecnologias. Neste momento, sem uma consulta ampla com a comunidade discente, o Instituto de Química optou por adotar esta medida.

Como já explicado minuciosamente em nosso manifesto (bit.ly/manifesto-CAEQ), o ensino remoto cai como uma luva no contexto de pandemia para agravar os processos já vigentes de precarização e privatização das universidades, de acordo com os interesses das instituições financeiras, do imperialismo, principalmente norte-americano, e dos monopólios da educação.

Nosso curso conta com uma ampla carga horária de disciplinas experimentais, em que a aplicação do ensino remoto resulta numa clara precarização de nosso processo de aprendizagem e formação, desvirtuando totalmente o ensino teórico do prático, da interação docente-discente e da verdadeira discussão científica. Além disso, as próprias disciplinas teóricas tornam-se débeis, com aulas por vídeo desgastantes e massivas, desincentivando a participação ativa e crítica dos alunos.

Nós estudantes não podemos aceitar a chantagem de “concluir o semestre a qualquer custo” como única alternativa, é necessário lutar por uma formação de qualidade e científica. Os estudantes devem possuir o direito a reposição de suas aulas presenciais. A comunidade universitária não pode permitir que a universidade se torne um centro de distribuição de certificados e diplomas, devem lutar para que se mantenha sendo o local de contato com o acúmulo histórico da ciência da humanidade e do seu contínuo desenvolvimento.

Devemos nos unir aos outros estudantes e docentes que lutam ativamente contra o avanço do Ensino à Distância (EaD): o protesto realizado na frente da reitoria da Unifesp [1] contra o ensino remoto, os estudantes de história que também decidiram pelo boicote às matrículas na Unespar [2], os docentes da UFSC que publicaram um manifesto contra o EaD [3], o abaixo-assinado dos estudantes secundaristas da rede estadual de Minas Gerais [4], entre diversos outros movimentos independentes que surgem diariamente contra a imposição do ensino remoto.

Aproveitamos também para reiterar que é de suma importância o apoio da comunidade nesta luta! É urgente demonstrarmos para a direção do Instituto e a Reitoria que não vamos aceitar perdas na nossa formação! Não podemos permitir que se torne normalizada a realização de laboratórios e disciplinas remotas!


Abaixo à implementação do ensino remoto na Unicamp!


Contra a realização de disciplinas experimentais a distância!


Abaixo a implementação do EaD nas Universidades Públicas Brasileiras!


Contra a precarização da nossa educação!


Defender a Universidade Pública e a Ciência Nacional!


Gestão Maré 2020

Referências

1 - Estudantes protestam em frente a reitoria da Unifesp contra o EaD. Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia, 01 de ago. de 2020. Disponível em: <https://bit.ly/3gGzyrr>. Acesso em: 08 de ago. de 2020.

2 - Estudantes de História da Unespar justificam o boicote ao EaD. Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia, 22 de jul. de 2020. Disponível em: <https://bit.ly/3ajXVcd>. Acesso em: 08 de ago. de 2020.

3 - Movimento Docente da UFSC publica manifesto contra o “ensino” remoto. Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia, 29 de jun. de 2020. Disponível em: <https://bit.ly/2ZL9PXE>. Acesso em: 08 de ago. de 2020.

4 - Estudantes secundaristas de MG produzem abaixo-assinado contra o EaD. Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia, 29 de jul. de 2020. Disponível em: <https://bit.ly/30EWEck>. Acesso em: 08 de ago. de 2020.


Panfleto:




© 2020 por Gestão Maré - CAEQ Unicamp.

  • Facebook - CAEQ Unicamp
  • Instagram - CAEQ Unicamp
  • Twitter - CAEQ Unicamp