• Comunicação - Gestão Maré - CAEQ 2020

Luta dos funcionários HC/Unicamp: "Não aceitaremos mais o descaso da reitoria"

22 de Julho de 2020 - Campinas - SP

Pessoal, recebemos por email mais uma carta, redigida por um grupo de funcionários da área da saúde do Hospital das Clínicas da Unicamp, sobre as precárias condições de trabalho que estão enfrentando durante a pandemia e a mobilização deles a respeito. Reproduzimos essa carta abaixo para conhecimento geral. Todo apoio à luta dos trabalhadores da saúde!

"Não aceitaremos mais o descaso da Reitoria

O Brasil é o país com mais mortes de enfermeiros no mundo. Não por acaso. Afinal, foram anos de precarização contínua do Sistema Único de Saúde, que se tornou mais que evidente nessa pandemia da COVID 19. A utilização de EPI é restrita, não há testes para os funcionários, e há uma quantidade enorme de funcionários afastados sem reposição, o que nos obriga a fazer o trabalho equivalente de até 5 pessoas.

No último dia 02, faleceu nossa colega de trabalho Luci, atendente de enfermagem, devido ao novo coronavírus. A resposta da direção do HC? Uma nota de pesar hipócrita manifestando gratidão aos colaboradores que colocam a vida em risco pela "dedicação visceral ao trabalho". Afirmam na mesma nota que os trabalhadores do HC são “heróis anônimos” que cumprem “valorosamente sua missão”. Parecem esquecer que nós, trabalhadores precarizados, não somos “anônimos”, temos nomes, famílias e amigos, e essa morte não é devida a dedicação ao trabalho, mas condições precárias e insalubre. Fábio, mais um de nos que morreu pelo descaso, em sua nota de falecimento curta e sem nenhuma comoção vemos a frase “vamos continuar salvando vidas nessa pandemia”. O que a superintendência sabe de salvar vidas? Sendo que com suas ações nos deixam a mercê da sorte. Todos os dias nos apoiamos em nossos colegas para term os força e seguir lutando numa guerra sem armas em que a nossa vida e nossa família está em jogo. E quando um de nós se vai, torna se mais evidente a necessidade de continuarmos firmes na nossa luta, na justa luta de todos os funcionários da saúde.

O magnífico reitor parece não ter ciência da gravidade das condições de trabalho, quando faz uma resposta às carta s de funcionários dizendo que as condições de segurança estão garantidas e que “não há pessoas do grupo de risco na linha de frente contra a COVID 19”. Diga isso à Luci que contraiu o vírus no ambiente de trabalho, sendo grupo de risco. Será preciso morrer mais de nós para abrir os olhos da coordenação do HC e da reitoria? Será necessária uma paralisação para nos fazer sermos ouvidos? Colegas, não podemos deixar que o descaso com a nossa vida seja rotina! Não podemos deixar mais um de nós morrer! Somos a engrenagem desse hospital, juntos temos o poder de mudar! Chega de impunidade para com aqueles que nos colocam em risco!


LUTAR PELOS NOSSOS DIREITOS E QUESTÃO DE SOBREVIVÊNCIA!

AFASTAMENTO DOS GRUPOS DE RISCO!

INSALUBRIDADE MÁXIMA PELO RISCO MÁXIMO DIÁRIO!

NOSSAS VIDAS IMPORTAM!

NENHUMA VIDA A MENOS!"


Gestão Maré 2020

1 visualização

© 2020 por Gestão Maré - CAEQ Unicamp.

  • Facebook - CAEQ Unicamp
  • Instagram - CAEQ Unicamp
  • Twitter - CAEQ Unicamp