• Comunicação - Gestão Maré - CAEQ 2020

Encaminhamentos da Assembleia: deliberação discente acerca do 2° semestre de 2020

18 de Junho de 2020 - Campinas - SP

Acesso à nota: https://docs.google.com/document/d/1UI0AbuahYQlaOyMNwoNm93aN8WZuM4OswWNNOGVQGp8/edit


Tendo em vista o plano preliminar de retorno às atividades presenciais, proposto pela Pró-Reitoria de Graduação (PRG) para o 2º semestre letivo de 2020; as discussões apresentadas no GT-IQ-Graduação para sua adequação ao Instituto de Química e as discussões iniciadas pelo Movimento Estudantil da Unicamp sobre o tema, o Centro Acadêmico de Estudos da Química (CAEQ) convocou no dia 04 de Junho de 2020 uma Assembleia Geral para discutir exclusivamente o assunto (Edital de convocação: https://bit.ly/2At8xYL). A Assembleia Geral ocorreu no dia 08 de Junho, de forma virtual via Google Meet e contou com a presença de 126 alunos de graduação. Ao início da Assembleia Geral foi acordado entre os estudantes o quórum para este ambiente deliberativo de forma virtual, visto que muitos estudantes têm acesso limitado à internet, e este foi reduzido para 74 estudantes. Ainda assim, a Assembleia Geral contou com um número superior de presentes em relação ao quórum previsto no Estatuto do CAEQ para a 2ª Chamada de Assembleia Geral (95 estudantes). Durante a Assembleia, vários estudantes fizeram falas sobre dificuldades e problemas encontrados durante a realização do primeiro semestre, principalmente no que tange: os estágios da modalidade AB do curso 05, em que a vivência dos estudantes em escola, considerada essencial na formação de um professor, foi reduzida; docentes que têm se recusado a ministrar aulas e tem recomendado que os estudantes apenas leiam a bibliografia indicada; disciplinas que foram atrasadas demasiadamente para terem seu início na modalidade de ensino híbrido assistido por tecnologia e que resultaram em perda do aprendizado; preocupações com estágios obrigatórios e manutenção do pagamento de bolsas PAD, BAS; a não obrigatoriedade de reposição de aulas de disciplinas experimentais em regime totalmente presencial; o não aproveitamento total das disciplinas, uma vez que os alunos podem não ter atingido um compreendimento que os permite prosseguir de forma satisfatória no curso; a precarização da educação e da ciência que advém do ensino não-presencial; posicionamentos de docentes durante a Reunião de Avaliação de Curso em que foi elogiado o ensino híbrido e incentivado que alguns de seus recursos se mantenham durante o regime presencial; ingressantes se sentindo desmotivados em relação ao curso, desistindo de matrículas em disciplinas e cogitando até mesmo desistir do curso; problemas em relação à saúde mental em que o Serviço de Assistência Psicológica e Psiquiátrica (SAPPE), que já apresentava uma grande sobrecarga em períodos normais, não está conseguindo auxiliar corretamente e atender a demanda dos estudantes durante a pandemia; dificuldade em dialogar com docentes tanto do IQ quanto de outros institutos que nos oferecem disciplinas de serviço; problemas infraestruturais nas residências dos estudantes que dificultam a participação dos mesmos nas aulas e até mesmo durante realização de avaliações e problemas no ambiente familiar que afetam o rendimento do estudante. Em relação ao rodízio proposto pelo GT-IQ-Graduação das disciplinas experimentais no 2º semestre, houve preocupação dos estudantes em retornar à Universidade, visto que muitos dependem de transporte público lotado para chegar até a Unicamp, da Moradia Estudantil e se preocupam com o bem estar de seus colegas, familiares, docentes que ministrarão estas disciplinas e o corpo técnico dos laboratórios.

Pelo exposto, diversos encaminhamentos foram propostos pelos discentes:

  • Lutar pelo cancelamento do período letivo do segundo semestre de 2020. Aprovado com 70% dos votos (a favor: 66, abstenções: 12, contrários: 16, total: 92).

  • Escrever um documento aos docentes com recomendações e demandas dos estudantes, incluindo as de cunho psicológico. Aprovado com 98% dos votos (a favor: 90, abstenções: 02, contrários: 0, total: 92).

  • Coletar relatos de ingressantes sobre o Ensino Híbrido assistido por tecnologia e encaminhar para a Comissão de Graduação do Instituto (CG-IQ). Aprovado com 98% dos votos (a favor: 89, abstenções: 02, contrários: 02, total: 93).

Ressalta-se ainda que o cancelamento do semestre não significa o cessamento total das atividades acadêmicas, mas que tomemos esse tempo para repensar problemas da estrutura universitária, do nosso curso, assim como medidas para minimizar os danos sociais, políticos e econômicos agudizados pela pandemia. Compreendemos a situação excepcional em que nos encontramos, porém a continuidade desse sistema, não somente prejudica os estudantes em relação aos conteúdos aprendidos e desconsidera as realidades plurais em que este se encontram, mas também abre precedentes para uma precarização do ensino público sem igual. Desta forma, analisando os argumentos trazidos pelos discentes e os encaminhamentos aprovados, o CAEQ novamente se coloca contrário à manutenção do Ensino Híbrido e reafirmamos nosso compromisso para com a comunidade. Iremos lutar, fazendo o máximo que está em nosso alcance, para que esta decisão do corpo discente seja ouvida e acatada pelas instâncias deliberativas do Instituto e também da Reitoria.

Daniel Yuri Akiyama Presidente do CAEQ - Gestão Maré 2020

© 2020 por Gestão Maré - CAEQ Unicamp.

  • Facebook - CAEQ Unicamp
  • Instagram - CAEQ Unicamp
  • Twitter - CAEQ Unicamp